terça-feira, 28 de maio de 2013

Excerto nº 3 : Os francos lutam epicamente mas vão sendo massacrados



Excerto nº 3 : Os francos lutam epicamente mas vão sendo massacrados

(continuação) Os barões católicos resistem epicamente.

O último ataque maometano é demoledor.

 Só ficam 60 francos. Roland e Olivier debatem: o quê fazer?

Para Olivier a morte é preferível à desonra.

Clique para ouvir :


IV
Vous auriez vu Roland et Oliver,
Vós tivesses visto Roland e Olivier

De leurs épées, férir et frapper,
Com suas espadas ferindo e golpeando,

Ce qui sont morts, on peut les estimer,
Aqueles que foram mortos podem-se bem os contar,

Il est écrit en chartes et en brefs,
Está escrito nas cartas e nos breves,


La Geste dit, plus de quatre milliers,
A gesta diz: mais de quatro mil.

A quatre assaults leur est venu bien,
Quatro ataques repeliram com sucesso,

Le quint après, leur est pésant et grief.
Mas o quinto lhes é pesado e devastador.

Tous sont occis les Français chevaliers,
Todos os cavaleiros francos estão mortos,

Hormis soixante que Dieu a épargnés,
Restam sessenta que Deus poupou.

Avant qu'ils meurent, ils se vendront moult cher !
Antes que morram, vender-se-ão muito caro!



V
Le preux Roland des siens voie grand des pertes!
Roland, o prócer, vê a grande perda dos seus.

Son compagnon Olivier en appelle:
Chama o seu companheiro Olivier:

« Beau compagnon, que Dieu vous est en aide,
“Nobre companheiro, que Deus vos ajude,

Tant bons vassaux voyez gésir par terre,
Tantos bons guerreiros vedes jazendo em terra!

Plains d’épouvant France douce la belle,
Lamenta de espanto que a doce França, a bela!

De tels barons qui demeure déserte,
De tais barões ficará deserta!

Le roi notre ami, ici, puissiez-vous être.
Ô rei, nosso amigo, se aqui pudesses estar!

Frère Olivier, comment pourrons nous faire?
Irmão Olivier, o que poderemos fazer?

De quel moyen lui manderons nouvelles? »
De que maneira lhe enviaremos notícias?”

Dit Olivier: « Je ne sais comment quère,
Diz Olivier: “Eu não sei absolutamente como chamá-lo.

Mieux vaut mourir que honte nous soit faîte! »

Melhor é morrer do que a desonra”!

Continua em 4º : A traicão



GLÓRIA CASTELOS CATEDRAIS ORAÇÕES HEROIS CONTOS CIDADE
Voltar a 'Glória da Idade MédiaCASTELOS MEDIEVAISCATEDRAIS MEDIEVAISORAÇÕES E MILAGRES MEDIEVAISHERÓIS MEDIEVAISCONTOS E LENDAS DA ERA MEDIEVALA CIDADE MEDIEVAL

2 comentários:

  1. Fantastico!! This is an absolutely wonderful and well-done blog. It has been a pleasure to read through it; I intend to come back often!

    ResponderExcluir
  2. Desde criança, meu pai tinha um livro intitulado' O Imperador Carlos Magno e os Doze Pares de França e me criei ouvindo a história completa dos paladinos dos francos. Mamãe, mesmo não sabendo ler e nem escrever, sabia de cor toda a história. O interessante é que o referido livro, era escrito no estilo medieval e no português arcaico. Infelizmente por descuido, perdi esse livro e não tive mais como readquirí-lo.
    Ipu Ceará, às 16h30min do dia 28.05.2013 JOTA LOPES

    ResponderExcluir

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus necessariamente os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.